Você está aqui: Home > noticia > Relax debaixo d’água - 13/02/2014

NOTÍCIAS

Relax debaixo d’água - 13/02/2014

Antes de instalar banheiras, ofurôs e spas em casa, leve em conta o espaço disponível e a finalidade do produto.

O chuveiro pode até ser prático para a higiene diária. Mas se a intenção é relaxar, nada se compara ao banho de imersão – que pode ainda ser incrementado com jatos de água, sais e muita espuma. Não por acaso, a humanidade se apropria dele para purificar o corpo das energias negativas há milênios.

Aprenda a diferenciar banheiras, spas e ôfuros

Hoje, o mercado disponibiliza diversos produtos para quem quer ter um banho relaxante em casa. Antes de comprar um deles, no entanto, é preciso considerar o espaço em que vai instalá-la. “Nem sempre a casa comporta uma banheira”, lembra Thiago Lins, vendedor da empresa paranaense Plaforte, especializada nesse ramo.

Com as medidas do local da instalação em mãos, o consumidor deve definir o tipo de peça que quer em casa. Uma banheira no estilo vitoriano possibilita mergulhar o corpo todo. As mais comuns são as de hidromassagem, que incluem jatos d’água.

O ofurô, por sua vez, funciona como uma versão japonesa das banheiras ocidentais. As diferenças são o revestimento em madeira, a maior profundidade e o espaço, restrito a duas pessoas. Quem preferir banhos em grupo, a melhor opção é o spa.

As três opções permitem o acréscimo de benefícios como a cromoterapia – em que são instaladas luzes especiais que ajudam no tratamento do corpo. Além disso, algumas banheiras mais completas têm até entrada para MP3 e saídas de som.

Instalação

Esses artefatos não precisam necessariamente ser instalados em banheiros. Existem ôfuros que se adequam perfeitamente ao quarto de um casal. O mesmo pode se dizer da hidromassagem. “O único cuidado que deve ser levado em consideração é a umidade. Para cuidar disso, dá para colocar um box de vidro para proteger os móveis”, diz a designer de interiores Priscila Viana. Pelo tamanho, o spa geralmente fica em áreas externas da casa. Isso ajuda na própria finalidade do equipamento, usado em banhos coletivos – como se fosse uma mini-piscina.

Para a instalação, o espaço da casa precisa ter um registro, um ralo e um ponto de luz. “A banheira geralmente sai pronta da loja”, observa Lins. A base do local em que o item vai ficar não precisa de nenhum revestimento especial, de acordo com o vendedor. “Pode ser instalada em cima de cerâmica, inclusive”, diz. Algumas construtoras recomendam o uso de uma manta asfáltica.

O acabamento pode ajudar no acesso da pessoa à banheira, no caso dos degraus, ou para criar uma ambientação. Depois de montar o equipamento, é só preparar os sais, entrar na água e relaxar.

Cuidados

A manutenção desses itens é simples. Se o material for acrílico ou cerâmico, detergente comum e cera de automóvel garantem o brilho. Nunca use materiais abrasivos para a limpeza. Em caso de falha elétrica no aquecimento ou nos jatos, a recomendação é chamar um técnico. 

Na foto, projeto de Priscila Viana da Integra arquitetura e interiores.

Veja Também